28 março 2019

Dois Abarth 124 rally no Rali da Córsega

 

  • Enrico Brazzoli (ITA) e Manuel Fenoli (ITA) defendem a sua primazia na Taça FIA R-GT.
  • Alberto Sassi (ITA) e Fabio Cangini (ITA) estreiam-se num 124 rally.
  • O 124 rally classificou-se nos primeiros quatro lugares na classe R-GT no Rali da Córsega de 2018.
  • O Rali da Córsega é uma das mais longas e mais desafiadoras provas do campeonato. No último ano, a viatura italiana evidenciou aqui os seus atributos, exibindo as suas performances e fiabilidade.

 

Depois de ter obtido a pontuação máxima com a vitória na classe no Rali de Monte Carlo, os italianos Enrico Brazzoli e Manuel Fenoli, com o seu Abarth 124 rally do Bernini Rally Team, vão defender a sua supremacia na Taça FIA R-GT Cup no Rali da Córsega. O rali iniciar-se-á em Porto Vecchio, na sexta-feira, 29 de março, e terminará em Calvi, no domingo, 31 de março, exatamente na mesma data em que Carlo Abarth fundou a Abarth & C., há 70 anos.

 

Os italianos Alberto Sassi e Fabio Cangini conduzirão o segundo Abarth 124 rally do Bernini Rally Team e farão a sua estreia no spider com o emblema do Escorpião.

 

O Rali da Córsega, uma das mais duras provas do calendário do Campeonato do Mundo de Ralis, com as suas 10.000 curvas e longas etapas especiais, é ideal para realçar as performances do Abarth 124 rally. Como demonstrado na última época, a viatura revela todas as suas capacidades em percursos sinuosos e secções técnicas com mudanças de aderência, onde as qualidades de tração, agilidade e comportamento dinâmico do 124 rally podem fazer a diferença.

 

No último ano, a Abarth colocou quatro viaturas nos primeiros quatro lugares da categoria R-GT, com a vitória do francês Raphael Astier e Frédéric Vauclare, que também asseguraram o 17.º lugar na classificação geral, à frente dos italianos Andrea Nucita e Marco Vozzo.

 

A prova francesa do WRC começará em Porto Vecchio na sexta-feira, 29 de março. A primeira etapa será disputada no sul da Córsega e contará com seis troços especiais. No sábado, 30 de março, a prova deslocar-se-á para norte para a segunda etapa, com partida de Bastia, e terá mais seis troços cronometrados com duas passagens no troço especial de Castagniccia, com quase 50 quilómetros. O rali terminará no domingo, em Calvi, com os dois últimos troços especiais. Ao todo, o percurso cobre 1.194 quilómetros, 347 dos quais são de troços especiais.
O Rali da Córsega é a segunda prova da Taça FIA R-GT, uma espécie de "campeonato mundial" de GT que, no ano passado, foi conquistado pelo 124 rally. 

 

últimos vídeos

pesquisa avançada

Procurar...

De
Para
Procurar

Imagens


Download

Imagens relacionadas


Anexação de Ficheiros